7 Liberdades que temos em Cristo: o que isso significa?

7-liberdades-nós-temos-em-cristo-o-que-isso-significa

O conceito de liberdade é muito valorizado entre os seres humanos. Gostamos de falar sobre nosso direito de ser livres e agir como quisermos. Porém, somente com Jesus podemos ter a verdadeira liberdade, aquela que brota do fundo do nosso ser. João 8:36 diz:



Portanto, se o Filho o libertar, você será verdadeiramente livre.

O que significa ser verdadeiramente livre ? Do que Jesus nos liberta? Vejamos algumas das liberdades que podemos desfrutar a partir do momento em que aceitamos Jesus como Senhor e Salvador. Vamos aprender a viver em sua liberdade!



Em cristo somos livres

1. Condenação e culpa

Jesus carregou tudo nossa culpa, nosso pecado e condenação ao morrer na cruz (Isaías 53). É graças à sua morte e ressurreição que somos limpos de todo pecado. Nós apenas temos que aceitar isso! Nele temos a oportunidade de um novo começo aqui e a segurança da vida eterna.



Quando recebemos seu presente de salvação pela fé, estamos dizendo a ele que aceitamos seu sacrifício em nosso favor e que sabemos que é o suficiente. Não precisamos fazer mais nada para sermos salvos! Nem precisamos viver com o peso da culpa por pecados passados. Em Cristo temos uma nova vida e nos tornamos filhos de Deus, redimidos por ele e para ele.

horóscopo 17 de julho

2. Do domínio do pecado

As trevas ou o pecado não têm mais poder sobre nós graças a Jesus e sua obra de redenção na cruz. Em Cristo temos perdão total e a nova vida nele é aquela em que sua luz nos guia, não andamos mais nas trevas (Jo 8:12).

Graças a essa mudança em nosso ser, podemos tomar as decisões certas. O Espírito Santo nos guia e nos mostra o que agrada a Deus e nos ajuda a viver em sua vontade.





Portanto, eu digo a você: viva pelo Espírito, e você não seguirá os desejos da natureza pecaminosa.

(Gálatas 5:16)

Com a ajuda de Deus, podemos viver uma vida em santidade (Romanos 6: 20-23). Não precisamos dar ouvidos às mentiras e acusações do diabo sobre nosso passado ou sua insistência no poder de nossa natureza pecaminosa. O Espírito Santo habita em nós, nos ajuda a discernir entre o bem e o mal e nos dá força para fazer o que agrada a Deus. Pertencemos ao reino da luz!

3. Da morte eterna

Em Cristo temos o dom da vida eterna! Não o merecemos nem podemos conquistá-lo com o nosso esforço, mas ele nos concede desde o momento em que recebemos Jesus como Senhor. A morte não tem mais poder sobre nós porque Cristo a derrotou com sua ressurreição. Nosso corpo físico é mortal, mas nossa alma viverá com Cristo por toda a eternidade.



Certamente, asseguro-lhe que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não será julgado, mas já passou da morte para a vida.
(João 5:24)

4. De medo

Deus deseja nos libertar de nossos medos e medos, ele não quer que vivamos acorrentados por eles. Ele colocou um potencial em cada um de nós e quer que o usemos para sua glória. Como o salmista Davi, podemos experimentar a liberdade de Deus buscando seu rosto e presença, passando um tempo com ele e permitindo que ele nos encha com seu Espírito Santo.

Pois Deus não nos deu um espírito de timidez, mas de poder, amor e domínio próprio.
(2 Timóteo 1: 7)



O medo e o medo não vêm de Deus. Poder, amor e autocontrole, sim. Quando grandes desafios surgem em nossas vidas, precisamos nos lembrar de que nosso Pai é todo-poderoso. Ele nos dá força e poder para rejeitar o medo! Contamos com a sua ajuda em todos os momentos e sabemos que em seu nome teremos a vitória.

5. Da ira de Deus

A Bíblia fala do dia da ira de Deus (Sofonias 1: 14-18; Isaías 22: 5). Naquele dia, Deus julgará o pecado, a desobediência e toda rebelião contra ele. No entanto, ele mesmo forneceu a solução para que nos libertássemos de sua raiva. Jesus! Por meio dele recebemos o perdão de nossos pecados e o favor de Deus.

... pois Deus não nos designou para sofrer punição, mas para receber a salvação por nosso Senhor Jesus Cristo.
(1 Tessalonicenses 5: 9)

Esse é o destino que Deus deseja para todo ser humano! Jesus já sofreu nosso castigo na cruz e, graças a ele, desfrutamos da salvação e do perdão. Quando o dia da ira de Deus chegar, nós, que recebemos a Cristo como Senhor e Salvador, iremos não sofrer a punição vindoura (1 Tessalonicenses 1:10). Olhando para nós, Deus reconhecerá a obra de Cristo em nós , verá Jesus e sua justiça, não nossas faltas e pecados. Bendita liberdade!

6. Para tentar ganhar nossa salvação

O fim ou propósito da lei de Deus é nos levar a Jesus. Por mais que tentemos, nunca seremos capazes de cumprir toda a lei. Em algum ponto iremos falhar em algo, seja palavra, intenção ou ação. Mas A obra de Jesus na cruz é perfeita e quando aceitamos que seu sacrifício tem o poder de nos limpar de todo mal, saímos da opressão de tentar cumprir toda a lei.

Somente por meio de Cristo recebemos a justiça de Deus e a salvação eterna . Tudo o que temos que fazer é crer em Jesus de todo o nosso coração e confessar com a nossa boca que ele é o Senhor. A lei falha em nos justificar, mas todo aquele que crê que Jesus é Deus é justificado e recebe seu perdão (Atos 13: 38-39).



... que, se você confessar com sua boca que Jesus é o Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dos mortos, você será salvo. Porque com o coração se crê que é justificado, mas com a boca se confessa que é salvo.

(Romanos 10: 9-10)

7. Para se aproximar da presença de Deus

Durante a crucificação de Jesus, o véu que separava o Lugar Santo do Lugar Santíssimo foi rasgado. Antes disso, o Sumo Sacerdote era o único que tinha acesso (uma vez por ano) ao lugar mais sagrado do tabernáculo. Lá ele expiou seus pecados e os do povo.

zodíaco 11 de janeiro

A morte de Jesus mudou isso. Ele derramou seu próprio sangue em expiação por nossos pecados . Ele mesmo carregou nossa culpa e abriu o caminho para que tenhamos acesso direto a Deus Pai. Não precisamos mais fazer mais rituais e sacrifícios. Cristo, o Cordeiro de Deus, basta! Graças a ele podemos falar em confiança com o Pai e receber seu perdão e seu amor (Efésios 3:12).

Aproximemo-nos, pois, de Deus com o coração sincero e com a plena certeza que a fé nos dá, purificado internamente de uma consciência culpada e lavado externamente com água pura.
(Hebreus 10:22)

Agradeçamos a Deus porque é para ele que somos realmente livres. Nenhuma outra liberdade se compara ao que ele nos concede. Vamos viver uma vida que reflita essa gratidão! Deixe sua alegria e seu amor fluir por nossas vidas para que possamos impactar aqueles ao nosso redor e encorajá-los a buscar a verdadeira liberdade em Jesus.