O significado das orações de nosso pai

o-significado-das-orações-de-nossos-pais

A oração do nosso Pai é, provavelmente, a oração mais conhecida e repetida entre os cristãos. É encontrado em dois dos evangelhos, especificamente em Mateus 6: 9-13 e Lucas 11: 2-4. Lá podemos ver que Jesus usou essa oração como exemplo para ensinar seus discípulos a orar.



Olhando para este modelo de oração, vemos que a oração que agrada a Deus é um simples e sincero . Deve vir do fundo do coração e expressar o que preocupa nosso ser. Ao orar, devemos reconhecer o poder, a grandeza de Deus e também a necessidade que temos dele e de intervir em nossas vidas.

Meditemos nas palavras de nosso Pai, vejamos o que significam e aprendamos a orar seguindo o exemplo de Jesus.



1. Reconhecemos quem é Deus

Começamos por reconhecer que falamos com Deus, nosso Pai. Fazemos parte de sua grande família! Como somos seus filhos, podemos falar diretamente com ele sem a necessidade de intermediários. Nosso amado Pai nos ouve e podemos nos aproximar dele com confiança a qualquer momento (Hebreus 4:16).



Mesmo assim, nossa atitude diante dele deve ser de humildade e louvor, reconhecendo sua grandeza e santidade. Não há ninguém como o nosso Deus! Ele é santo, santo, santo (Isaías 6: 3). Cheios dessa convicção, expressamos o desejo de que toda a humanidade reconheça a santidade de seu nome e experimente o desejo de exaltá-lo e glorificá-lo.

2. Expressamos confiança na sua vontade

Onde Deus reina, as coisas são muito melhores do que podemos imaginar. Seu reino é de justiça, paz e alegria no Espírito Santo (Romanos 14:17). Como não será o melhor para nós virmos em seu reino? Deus sabe o que nos convém em todos os momentos e no meio de qualquer situação. Devemos aprender a nos submeter à sua vontade, confiando totalmente em sua bondade.



Com esta frase expressamos a certeza da segurança e proteção que seus braços de amor oferecem. Sabemos que seu reino e sua vontade são os melhores para nossas vidas e para toda a humanidade. E essa confiança enche nossos corações de paz!

11 de agosto zodíaco

3. Pedimos suporte diário



Deus é quem supre nossas necessidades diárias e nos encoraja a mencioná-las em oração. Devemos pedir o pão de cada dia, que atenda às nossas necessidades básicas e específicas do dia, não luxos ou desejos. E nossos pedidos devem incluir as necessidades de nossos irmãos e de toda a humanidade. Nosso desejo deve ser que todos nós tenhamos alimento, sustento e abrigo.

Devemos lembrar que nossa provisão vem de Deus e estar contentes com o que ele nos dá. Por exemplo, é ele quem nos dá saúde e força para trabalhar e assim ter dinheiro para comprar o pão de cada dia. Tudo o que temos é pela graça de Deus, não vamos esquecer de ser humildes e gratos .

4. Pedimos desculpas e nos examinamos

Chegou a hora de reconhecer nossos erros e pedir perdão a Deus. Só ele nos perdoa completamente, restaura nossos corações e nos dá a oportunidade de um novo começo.



É justamente neste momento e com esta atitude que devemos examinar nossos corações para ver qual tem sido nossa disposição de perdoar aqueles que cometeram faltas contra nós. Nós os perdoamos? Mostramos a mesma misericórdia e graça que Deus tem por nós?

Porque, se você perdoar os outros por suas ofensas, seu Pai celestial também o perdoará. Mas, se você não perdoar os outros por suas ofensas, seu Pai também não perdoará as suas.
(Mateus 6: 14-15)

3388 número do anjo

5. Pedimos sua proteção e vitória



Somos humanos e podemos ser fracos, mas Deus não nos deixa sozinhos em nossa luta contra as tentações e o mal. Ele está conosco e é mais poderoso do que o maligno. Em Deus, e na armadura que ele nos fornece, temos verdadeira proteção contra as artimanhas do inimigo (Efésios 6: 10-13). Deus luta por nós e nele temos a vitória final.

Como usar a armadura de Deus

Todas as nossas orações devem honrar e glorificar a Deus porque a ele pertencem o reino, o poder e a glória para sempre. Não derrotamos o maligno, nem perdoamos ou obtemos o que precisamos sem a intervenção de nosso Deus. Nossas vidas estão em suas mãos (Salmo 31: 14-16) e é graças a ele que estamos onde estamos hoje. Nunca paremos de glorificar nosso Senhor com nossas orações, nossos louvores e com todo o nosso ser!