O que a Bíblia diz sobre dinheiro?

o-que-a-bíblia-diz-sobre-dinheiro

A Bíblia aborda um grande número de tópicos e nos dá instruções precisas que cobrem praticamente tudo relacionado à nossa vida diária. Em sua Palavra, Deus nos mostra sua vontade e explica como viver uma vida plena.



O dinheiro é um dos tópicos mais mencionados na Bíblia . Na verdade, uma boa parte das parábolas de Jesus toca a área de finanças. Por quê? Um dos motivos pode ser o fato de que a maneira como lidamos com as finanças é um bom indicador do nosso verdadeiro caráter e do quanto permitimos que Deus nos transforme nas profundezas do nosso ser.

Vamos dar uma olhada em algumas coisas que a Bíblia diz sobre dinheiro e aprender a colocar esses princípios em prática. Você verá que eles não apenas serão uma bênção para sua economia, mas também fortalecerão seu relacionamento com Deus e com os outros.



540 número do anjo

O que a Bíblia diz sobre dinheiro

1. Vem de Deus

Não devemos nos orgulhar do que temos como se fosse um prêmio à nossa própria força ou inteligência. Em vez disso, devemos reconhecer humildemente que é pela graça de Deus que temos tudo o que temos, seja muito ou pouco. Não merecemos, mas Deus em sua infinita bondade nos dá o que precisamos para viver. Tudo vem de Deus, ele o criou e é seu dono. Ele dá e remove de acordo com sua vontade e a ele devemos dar a glória (Romanos 11:36).



De você vem riqueza e honra; Você comanda tudo. Em suas mãos estão a força e o poder, e é você quem engrandece e fortalece a todos.
- 1 Crônicas 29:12

2. Não devemos amá-lo



Se no nosso dia a dia o que mais queremos é viver melhor, obter mais e melhores coisas, estamos nos extraviando. O que nos motiva a levantar e ir trabalhar? É o desejo de acumular riquezas e obter mais luxos? Tudo parece válido quando essa é a nossa motivação, pois, uma vez que entramos nesse jogo, nunca estamos satisfeitos. Sempre haverá algo mais para comprar ou estaremos faltando um pouco mais.

Fiquemos atentos! O trono do nosso coração deve ser ocupado única e exclusivamente por Deus . Se permitirmos que outra coisa, como dinheiro, a ocupe, estaremos pecando ao escolher servir a um ídolo. A Bíblia diz isso claramente:



Ninguém pode servir a dois senhores, pois desprezará um e amará o outro, ou amará um e desprezará o outro. Você não pode servir a Deus e à riqueza.
- Mateus 6:24

3. Deve ser bem administrado

Nada do que temos realmente pertence a nós. Deus permite que tenhamos coisas materiais para usarmos sabiamente de acordo com seus propósitos. A maneira como administramos o que Deus nos dá revela nossa sensibilidade espiritual e nossa maturidade. Um bom administrador reconhece quem é o verdadeiro dono de tudo: Deus! Use os recursos que ele confiou para glorificar seu nome e estender seu reino neste mundo.

Se formos fiéis, honestos e íntegros nas coisas pequenas ou terrenas, seremos capazes de receber ordens maiores e mais profundas no reino espiritual. Ser fiel física e materialmente nos permite ser fiéis na área espiritual.

4. Rejeite a ganância



Às vezes parece que valorizamos a aparência física e as posses mais do que a honestidade ou devoção a Deus. Nós nos empolgamos esquecendo que o que permanecerá por toda a eternidade é o espiritual. Pior, muitas vezes pensamos que seríamos mais felizes ou mais valiosos se tivéssemos mais coisas ou luxos. Nós nos esforçamos para obter mais em vez de fortalecer nosso relacionamento com Deus.



Deus nos vê de uma maneira muito diferente. Para ele, a riqueza que realmente conta e que nos beneficia é a espiritual. Uma das coisas que ele mais valoriza é o coração humilde que o busca e deseja viver de acordo com seus mandamentos.
Nosso desejo deve ser tenha mais e mais de Deus , de sua presença e direção em nossas vidas. Como o salmista, nosso maior prazer deve ser fazer a vontade de nosso Senhor (Salmo 40: 8).

sinal 8 de agosto

5. Evite dívidas

A Bíblia é clara sobre dívidas e empréstimos. Embora ele não proíba, ele diz que devemos evitá-lo para o nosso próprio bem. Por quê? Porque a dívida nos escraviza. Uma parte de nós é escrava daquele que nos emprestou o dinheiro até conseguirmos saldar a dívida.

Os ricos são os donos dos pobres; Os devedores são escravos de seus credores.
- Provérbios 22: 7

Em muitos casos, a dívida é consequência da má administração do que temos ou da ganância. Por um lado, estamos gastando mais do que ganhamos, em vez de vivendo dentro de nossos meios usando sabiamente os recursos que Deus nos forneceu. Por outro lado, está o desejo excessivo de ter mais e imediatamente. Por exemplo, muitos pedem um empréstimo após o outro para obter o modelo mais recente de um carro ou seu dispositivo tecnológico favorito. Isso não está certo.

O principal ao assumir uma dívida é ter um plano detalhado para pagá-la o mais rápido possível. É sempre melhor evitar adquirir outra dívida até que a atual seja paga. Melhor ainda, vamos fortalecer nossa economia de forma que possamos pagar nossas necessidades diárias em dinheiro, sem ter que recorrer a empréstimos e dívidas.

6. É aconselhável salvar



Na Bíblia, vemos a importância de ganhar o nosso sustento de maneira honesta e usá-lo com sabedoria, guardando uma parte para o futuro. Não é pecado salvar. O que é pecado é colocar nossa fé no dinheiro em vez de confiar em Deus para suprir todas as nossas necessidades. Deus nos encoraja em sua Palavra a usar todos os nossos recursos de acordo com sua vontade e a viver uma vida que o glorifica em tudo.

Quanto à economia, é interessante ver em Provérbios o exemplo das formigas:

Vá com preguiça, olhe para a formiga! Veja o que ele faz e seja sábio! Não tem ninguém para enviá-lo, nem quem o zela ou governa; com tudo, no verão armazena provisões e na colheita arrecada alimentos.
- Provérbios 6: 6-8

Vamos ser diligentes tanto no trabalho quanto na economia. Vamos administrar nossas finanças com sabedoria e sabedoria, economizando uma parte para o futuro. Como as formigas que armazenam no verão para ter comida suficiente no inverno, também devemos economizar antecipando as necessidades futuras. Podemos economizar, por exemplo, para os estudos dos filhos, a aposentadoria, ou para poder enfrentar imprevistos que mais cedo ou mais tarde chegarão.

7. A generosidade é importante

Deus é tão generoso conosco! Diariamente apreciamos sua disposição e seu cuidado. Como não podemos compartilhar com outras pessoas as bênçãos que ele nos dá? Essa é uma das maneiras pelas quais podemos expressar nosso amor, nossa gratidão e louvor a Deus.

Deus se agrada de sermos generosos com os outros, alocando parte de nossos recursos para atender às suas necessidades básicas. Existem tantas pessoas necessitadas neste mundo! Devemos estar atentos à voz de Deus . Muitas vezes, sua provisão para outras pessoas está em nossas mãos. Precisamos ouvir nosso Pai e permitir que o Espírito Santo nos diga como compartilhar o que temos com aqueles ao nosso redor.

Se alguém que possui bens materiais vê que seu irmão está passando necessidade e não tem compaixão por ele, como alguém pode dizer que o amor de Deus habita nele?
- 1 João 3:17



8. Seja feliz com o que temos

Uma das melhores qualidades que podemos ter na vida é o contentamento. Consiste em ter o coração cheio de paz porque sabe que o que Deus faz e permite é sempre o melhor. Vivemos com a certeza de que seja qual for a nossa situação, ele está ao nosso lado e nunca nos deixará.

A presença de Deus traz paz e descanso para nossas almas. Isso nos permite parar de nos concentrar no que temos ou não temos e colocar nossos olhos em Jesus, em sua vontade e em seu plano para nós. Sabemos que seu propósito é o de bem e vivemos cheios dessa confiança.

sinal 18 de março

Porque não trouxemos nada para este mundo, e não podemos levar nada. Então, se temos roupas e comida, vamos nos contentar com isso.
- 1 Timóteo 6: 7-8

9. Riqueza nem sempre é sinônimo de bênção

A forma como obtemos o dinheiro é importante. Melhor ter o pouco com a consciência limpa, sabendo que foi adquirido pelo nosso trabalho, que glorifica a Deus, do que ter muito por meio de armadilhas, apostas ou outras ações questionáveis. Há uma grande paz em saber que se vive em obediência aos preceitos de Deus.

Deus nos abençoa de muitas maneiras diferentes! Não vamos insistir em pensar que a única maneira de ele fazer isso é por meio da economia. Valorizemos mais viver dentro de sua vontade do que obter riquezas materiais. Riqueza nem sempre significa que alguém desfruta das bênçãos de Deus. Sim, podem ser, mas Deus também nos abençoa, entre outras coisas, com saúde, com amigos, com sentido de propósito ou com a sua paz em meio a qualquer circunstância.

Vamos confiar na sabedoria e provisão de Deus. Ele é sempre fiel e nunca nos decepcionará. Honre a Deus administrando bem nossas finanças.