10 dicas para criar uma criança com resiliência e autoestima

Embora existam muitas maneiras de definir o conceito de autoestima, em geral o termo abrange a maneira como pensamos e sentimos sobre nós mesmos e a maneira como nos avaliamos. Crianças com autoestima saudável acreditam que merecem amor, e eles possuem vontade de enfrentar desafios em que eles podem não ter sucesso.

onde encontrar um homem decente

Nunca é tarde demais para construir sua auto-estima e aumentar sua capacidade de ser um grande modelo para seus filhos.

Facebook Twitter

Crianças com baixa auto-estima tendem a ser muito críticas consigo mesmas, hesitam em enfrentar desafios porque o fracasso confirmará sua auto-estima negativa, demonstrarão pouca tolerância à frustração e não se sentirão dignas de amor. Além disso, ter uma auto-estima negativa está relacionado a muitos transtornos de saúde mental, incluindo depressão, ansiedade, transtornos alimentares e uso de substâncias.



Um dos principais objetivos dos pais é garantir que seus filhos desenvolvam e promovam uma auto-estima saudável para carregá-los ao longo da vida. Aqui estão 10 dicas para ajudar seus filhos a ver sua beleza interior:

1. Dê um exemplo de auto-estima saudável, cuidando de si mesmo.

Os filhos estão bastante sintonizados com o estado de bem-estar geral de seus pais, e os pais muitas vezes não percebem o quanto os filhos estão prestando atenção. Na verdade, os filhos usam os pais como modelo de comportamento e espelho de seus próprios sentimentos. Portanto, se você está lutando contra sua própria auto-estima e demonstrando essa dificuldade por meio de palavras e ações, é provável que seus filhos também o façam.

Nunca é tarde demais para construir sua auto-estima e aumentar sua capacidade de ser um grande modelo para seus filhos. Envolver-se em psicoterapia, por exemplo, é uma excelente maneira de obter ajuda com os desafios da vida, incluindo a paternidade, e aumentar seu amor por si mesmo.

2. Preste atenção em como você fala e ouve seu filho.

Observe os rótulos e julgamentos que você diz a seus filhos para descrever seu caráter, pois eles podem causar uma impressão mais forte do que você gostaria. Por exemplo, 'Michael não compartilha bem' pode ser interpretado por seu filho como uma declaração global de desaprovação, em vez da descrição de um comportamento específico.

Portanto, descreva os comportamentos no momento, em vez de globalizá-los (por exemplo, 'Michael teve dificuldade em compartilhar seu brinquedo com Marcos da última vez') e modele o comportamento que você deseja que seu filho exiba.

3. Ajude seus filhos a expressar sentimentos e mudar crenças imprecisas.

Peça a seus filhos que expressem sentimentos tanto em situações bem-sucedidas quanto desafiadoras, para que se tornem hábeis em reconhecer e verbalizar emoções. Quando você ouvir seus filhos expressarem crenças negativas sobre si mesmos (por exemplo, 'Eu sou estúpido'), incentive-os a ver a situação de forma diferente ('Que prova você tem de que é estúpido? Uma nota ruim não significa que você é estúpido. Você também tem muitos pontos fortes! ').

4. Enfatize a importância do esforço e da conclusão, em vez do desempenho.

Pesquisa demonstra que é mais eficaz recompensar o esforço real e a conclusão de uma tarefa, em vez de elogiar as crianças por seu desempenho em comparação com os outros. Você quer garantir que seus filhos compreendam que são valorizados por causa de quem são, não pelo seu desempenho e comparação com as outras crianças.

5. Crie um ambiente seguro e amoroso em casa.

Um ambiente familiar e doméstico que seja seguro, amoroso e tenha regras e estrutura estabelecidas é essencial para construir a auto-estima das crianças. Certifique-se de estar atento às interações de seus filhos com outras pessoas na escola e em seus grupos de colegas da melhor maneira possível, para garantir que eles também estejam seguros e protegidos nesses relacionamentos.

6. Lembre-se e demonstre que o fracasso faz parte da vida.

Para aprender e desenvolver, devemos experimentar o fracasso em nossas vidas. Crianças com alta autoestima toleram o fracasso e veem isso como uma oportunidade de aprendizado e crescimento. E junto com isso ...

7. Deixe seus filhos correrem alguns riscos e fazerem algumas de suas próprias escolhas.

Embora os pais possam achar extremamente difícil ficar para trás e ver seus filhos fracassarem, é imperativo desenvolver uma auto-estima saudável para que você deixe seus filhos correrem riscos e oportunidades, para que eles desenvolvam confiança em si mesmos e em suas escolhas e aprendam problemas - habilidades de resolução. Além disso, eles entendem que o fracasso e o sucesso não refletem seu valor.

8. Faça com que seus filhos se envolvam em experiências cooperativas.

É importante que as crianças vivenciem a cooperação e a colaboração por meio de uma série de atividades, como voluntariado, esportes coletivos (especialmente aqueles que enfatizam o trabalho em equipe), atividades musicais e artísticas e acampamento.

9. Ensine seus filhos a criticar a mídia, especialmente as redes sociais.

Em vez de proibir ou limitar totalmente o seu filho exposição às redes sociais (o que muitas vezes os faz querer ver mais), ajude-os a ver as postagens na mídia e na Internet com um olhar crítico para que aprendam a entender efetivamente como gerenciar as informações e mensagens que estão recebendo.

10. Lembre-se de que o amor é incondicional.

Certifique-se de que seus filhos conheçam e vivenciem seu amor por eles, não importa o que aconteça, e deixe claro que seu amor por eles não tem limitações. Este é um componente poderoso para construir a auto-estima de seus filhos.

Se você está preocupado com o fato de seu filho estar lutando com sua autoestima, considere pedir-lhe que consulte um psicoterapeuta para ajudá-lo a construir seu repertório de habilidades para lidar com os desafios que enfrentam e promover autoconfianças positivas que aumentarão sua autoestima.

Quer que sua paixão pelo bem-estar mude o mundo? Torne-se um treinador de nutrição funcional! Inscreva-se hoje para participar de nosso próximo horário de atendimento ao vivo.

o que a carta da lua significa no tarô
Propaganda